….. eu te escuto.

 

 

Falaram que iria um dia ser grande.

E era uma vez, uma … que ouviu, e a cada passo que dava sentia que preocupações a vigiavam direto, só como um vento que falava. As vezes protegia, dia e noite em todos os lugares o via. Acontece com todos, nosso … também trabalha de cão guia.

Com alegria pensou que ser grande não era tão bom quanto continuar pequeno. Se juventude fosse água, viveria bebendo. A cada dia passou a procurar a Terra-do-nuca, pelas montanhas olhava e o seu almejava, mas a cada passo pela cidade, via que não andava sozinho. O frio que dava de pensar, no que os outros estavam a falar, era o que mais lhe acontecia. Cada passo parecia que não ser grande era vida. Um problema atrás do outro, um conflito lhe convinha, a cada gota de suor era mais … que aparecia.. E agora? – se perguntava – como sua história se daria, era dúvida que não cabia. Jovem com problema, abraçava seu dilema, do empecilho não largava.

Querendo voar, se agarrando no ar, só de calafrios, foi que subiu, não podia esperar em meio a tremores e ansiedades sentiu uma só sensação que o fez continuar subindo, já no meio do caminho, olhando as estrelas mais de perto, esqueceu da confiança, estremeceu, foi de pé até… até que caiu né, no chão.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *