O Desconhecido

Navegar rumo ao fundo,

A um profundo

E melancólico mundo…

 

Voar em alta velocidade,

Em direção às estrelas

Exatamente entre as costelas…

 

Dar um passo atrás,

Cair no hipocampo

E lutar com a nostalgia…

 

Correr para frente

Buscando quebrar as correntes

Que prendem o conhecimento!

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *