Veraneio

 

Todos verão

E deverão um dia

De veras,

Sentir

O intenso calor

De um arrebol crepuscular…

O firme frescor

De uma resplandescente alvorada!

 

Num róseo estio

Idas e vindas

De andorinhas indecisas

A medida que enlevam

Brisas desavisadas

Revelam

O valor de um ninho!

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *